Ter cachorro

Eu gosto da forma como os americanos usam a expressão “trade-off”. Se fôssemos traduzir ao pé da letra, seria “deixar de comercializar”, mas a expressão assume um outro sentido. Significa tomar uma decisão entre duas opções ou mesmo balancear coisas com características incompatíveis.

Ter cachorro em casa é isso.

É chegar em casa e ter sua calça manchada pelas patas daquele que está explodindo de felicidade em lhe ver.

É encontrar seu melhor chinelo destruído, com alguém lhe olhando com uma cara meiga de “não fui eu”.

É ver os pés de suas mesas e cadeiras roídos, nas intermináveis brincadeiras correndo para lá e para cá.

É ter que deixar ele dormir dentro de casa, afinal está tão friozinho lá fora…né?

É ver seu sofá cheio de pelos que caíram daquela doce criatura, que ficou aconchegada com você vendo televisão.

É ter que tomar cuidado com o que se fala, pois, acreditem, ele entende o que falamos.

É criar uma dependência cada vez maior, pois conforme cresce, mais se afeiçoa ao seu dono.

É sentir uma dor insuportável pela partida do companheiro, que quase sempre vive menos do que nós.

Mas mesmo assim, não resistir a um filhote abanando o rabo e começar tudo de novo.

Só conseguem entender isso aqueles que não se importam em ter a cara toda lambida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *